Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2013

Wild Animals

Wild Animals é um livro do artista Rop Van Mierlo que, em 2010, ganhou um prémio de design holandês. A técnica de pintura e ilustração utilizada por Mierlo foi aprendida na sua própria infância: desenhar em papel molhado e até conseguir a publicação do livro foi complicado pois nenhuma editora estava interessada e, por isso, fez uma edição de autor e lá está Wild Animals nas bancas.

Sobre o Michael Fassbender

Gosto do Michael Fassbender. Dei por ele em pleno no filme Shame de Steve McQueen apesar dele já ter participado numa série de filmes. Falha minha que, por vezes, ando com a cabeça na lua. Também o vi em Prometheus e em Jane Eyre mas só com este Shame é que percebi como ele é francamente bom. Bom em tudo: dá credibilidade aos papéis que interpreta e ainda por cima é giro como tudo!
Recentemente vi O Conselheiro e não me arrependi. Apesar de o filme ser um tanto quanto estranho porque não se sabe bem como acaba porque tem um final em aberto e apesar de todos os personagens terem morrido, gostei muito do Fassbender.
Ora então, este actor nasceu na Alemanha em 1977 mas afinal o que é que eu gosto nele realmente? Apenas o facto de ser giro? Não sei, mas dá-me a sensação que é inteligente e tem aquele je ne sais quoi de interessante e com muito sex-appeal.

Desenhos 3D

Os desenhos 3D são incrivelmente realistas e há por aí muito bons artistas que os fazem como ninguém. Dou o exemplo do holandês Ramon Bruin, que com apenas lápis e papel branco consegue fazer obras de arte incríveis.




Bonecos & Flores

O artista Rabi Mark fez a junção entre o real e a arte digital: consegue transformar flores em bonecos com expressões o que lhes dá personalidades distintas.
Todo o seu trabalho pode ser visto aqui.




Do amor e das redes sociais

Vejo pessoas nas redes sociais (e por redes sociais entendo facebook porque mais nenhuma rede social tem o poder que o facebook tem actualmente) apostarem corações e ursinhos carinhosos e coisas bem fofinhas para as suas cara-metade e, pior de tudo, a postarem fotografias íntimas que deveriam fazer parte apenas da intimidade do casal. Fotografias essas que podem deixar invejosas as pessoas mais altruístas deste mundo. Digo eu que não haverá necessidade de se exporem de forma tão gratuita.
Depois, depois quando tudo acaba, acabam-se também esses posts e isso deixa-me triste: bradam aos céus que encontraram o amor da vossa vida e passados uns meses, tudo termina. Deixo-vos um conselho: sejam mais recatados e discretos pois não sabem o dia de amanhã. Criem um grupo secreto na dita rede social ou troquem-nas por email.
O amor é bom enquanto dura mas é uma coisa tão especial e íntima que deverá ser vivida a dois e não partilhada com o mundo inteiro.

A televisão no Natal

Na quadra natalícia, as televisões apostam no bom cinema, ou pelo menos tentam. Ora bem, só na véspera de Natal assisti a estes filmes: "Charlie e a Fabrica de Chocolate", "Toy Story: Terror", "Avengers", apanhei um bocadinho de "Alice no país das Maravilhas", "Ondem nascem as coisas selvagens" e "Zé Colmeia".
Hoje não sei o que me espera mas de manhãzinha cedo estava a dar o Winnie The Pooh e o seu amigo Piglet. Optei pelo Dr. Phil na Sic Mulher.

Das feiras de artesanato

As Feiras de Artesanato dão-nos a conhecer artistas da nossa praça, uns mais ao encontro daquilo que se vende mais: capas para livros, malas, etc e outros verdadeiramente criativos. Ora bem, na Feira que decorreu no Jardim da Estrela encantei-me com o "Senhor de Si", duas senhoras que dão forma a uns bonequinhos encantadores e muito delicados:





Todo o trabalho pode ser visto aqui.

Circo da Luz

Armei-me em valente e, com um frio de congelar ossos, lá fui ao Terreiro do Paço ver o "Circo de Luz": uma animação feita pela empresa de efeitos ocubo.com que tem animado a fachada do Terreiro e do Arco da R. Augusta nos últimos tempos. 
Ora, Nuno Markl dá a voz e os Deolinda dão música. O espetáculo multimédia é feito em vídeo mapping e apresenta-nos o típico circo natalício mas em versão burlesca, onde encontramos palhaços, rãs saltitonas, um homem-bala e um palhaço que acaba por estragar os números dos colegas. Divertido! 

A ver até 25 de Dezembro. 


*

Das frases bonitas

" [...] E quando à tua frente se abrirem muitas estradas e não souberes a que hás-de escolher, não metas por uma ao acaso, senta-te e espera. Respira com a mesma profundidade confiante com que respiraste no dia em que vieste ao mundo, e sem deixares que te distraia, espera e volta a esperar. Fica quieta, em silêncio, e ouve o teu coração. Quando ele te falar, levanta-te, e vai para onde ele te levar."

In Vai Aonde te Leva o Coração, Susanna Tamaro

Da minha infância

Lembro-me de desejar tanto um irmão com quem pudesse brincar mas depois tive que esperar que ele crescesse. Lembro-me das galinhas e dos coelhos no quintal dos meus avós. Do dia de Natal a almoçarmos em família contigo presente. Recordo-me do meu pai a levar-me ao colo para aminha cama. De beber leite no biberão deitada na cama já bem crescidinha. Lembro-me dos dias passados no Portinho da Arrábida, das visitas às grutas, dos piqueniques. Das minhas Barbies, das cassetes VHS do Bugs Bunny. De uma camisola às riscas (branca e cinzenta) que eu não gostava de vestir porque me picava no pescoço. Lembro-me de comer Nestum Mel ao pequeno-almoço e de como ficava frio quando eu não queria mais. Lembro-me do pastor alemão. Lembro-me do caminho para a escola ser tão comprido que nunca mais lá chegava. Lembro-me de jogar à macaca, às escondidas e ao piolho no recreio da escola. Lembro-me do primeiro dia de escola e da professora nos ter pedido para fazermos um desenho. Lembro-me de cantar a tabu…

Coisas a reter em 2014

Aprender a não ceder tão facilmente. Não fazer coisas contrariada. Quando não quero, dizer que realmente não quero. Não deixar que abusem da minha ingenuidade. Não deixar que me pisem e muito menos que me faltem ao respeito.
Este mantra serve para tudo na vida.

Arte Temari

Gostava de ter paciência par aprender a fazer Temari - uma arte japonesa que consiste em bordar bolas com fios de diversas cores e grossuras.




Coisas bonitas

Há uns anos tive um cacto, ao qual chamei "Júlio" mas morreu por falta de cuidados. Gostava de ter outro. Ms um cacto princesa daqueles com uma florzinha por cima.

*

Balões...

Quem é que não gosta de se sentir criança? Com toda aquela alegria de viver contagiante? O britânico Martin Creed sabe como fazê-lo. O seu projecto chama-se "Half the air in  agiven space" onde enche várias salas com balões. Esta instalação foi criada em 1998 e já passou por diversos museus. O9s visitantes perdem-se literalmente no meio de tantos balões. uma iniciativa a trazer para Portugal. Fica o apelo!






Rabiscos transformados em móveis reais

O designer japonês Daigo Fukuwa transformou uma série de rabiscos em mobiliário real. Os seus esboços ganharam vida e tornam alegres qualquer espaço que as contenha. Intitulada "Rough Sketch Products", a série de mobiliário está a ser um verdadeiro sucesso. Ficam as imagens:

(500) days of Summer

Animais em fruta e vegetais

As minhas colecções #3

Já dediquei um post à minha colecção do Principezinho e outro à colecção dos meus postais mas chegou a hora de vos dar a conhecer uma outra colecção que comecei há cerca de 3 anos: os ímanes do mundo, como lhe chamo. Sempre que vou de férias para algum local ou sempre que sei que algum amigo vai para fora, peço ou trago ímanes desses locais.
Ora bem, o meu frigorífico está mais ou menos organizado por cidades/Países: Roma, Egipto, Amesterdão, Madrid, Barcelona, Almograve, Paris, Angola, Porto, Suíça, Beja, Lisboa, Tunísia, Estocolmo, Veneza, Londres, Argentina. Além dos principais símbolos das cidades, tenho também ímanes que representam obras de alguns pintores. Não são necessariamente os  meus pintores preferidos mas mostram os museus e as obras que vi e visitei. Eu adoro museus e se puder trazer um bocadinho deles para casa, melhor!
Já são alguns ímanes e ocupam uma boa parte do frigorífico mas tenciono adquirir mais uns quantos. É uma colecção que me recorda as minhas viagens e me …

Apresento Elena Romanova

A ilustradora Elena Romanova utiliza aguarelas para criar estes horizontes bem nossos conhecidos: Paris, Londres e Nova Iorque...

Crónicas fotográficas...

Foi à porta dos Jerónimos, numa fria noite de Outono que uma jovem chinesa de longos cabelos negros me pediu para lhe tirar uma fotografia. Lá fiz a vontade, disparei e entreguei-lhe a máquina. Já estava de costas para me ir embora quando ela me chama novamente para me pedir que lhe tirasse outra foto pois aquela tinha ficado tremida. Nova tentativa. Má foto. Nova tentativa. Foto tremida ou escura ou com mau enquadramento. A minha simpatia e o meu bom-humor começavam já a desaparecer até que eu disse que aquela era a última foto que tirava, que tinha que me ir embora. Tirei outra e mesmo assim a chinesa não ficou satisfeita. Ainda queria outra mas eu já ia embora em passos largos e disse-lhe adeus. Perdi ali uns bons 15 minutos. A última foto foi artística: ela do lado direito da foto com o Mosteiro ao fundo a desaparecer do lado esquerdo. Perfeita, no meu entender. Mas para ela, tinha que estar bem centrada. Perdi a paciência. Foi a primeira vez que vi alguém tornar-se num verdadeiro…

E porque hoje é 6ª feira...

... e eu estou lamechas, deixo-vos com as fotos de animais bebés para se inspirarem e deliciarem!




Hoje é dia de...

* Os locais mais bonitos do mundo podem ser vistos aqui
* Oiçam esta música.
* Deliciem-se com isto.

Paris, mon coeur...

Porque as saudades batem forte e dentro de 2 meses faz 1 ano que lá fui, deixo-vos um cheirinho da minha viagem a Paris... As luzinhas brilham de hora a hora No interior da Notre Dame Museu D'Orsay Por baixo da Torre Eiffel